Página Inicial / Noticias / Privatização do saneamento já se mostrou inadequada em muitos países, diz relator da ONU

Privatização do saneamento já se mostrou inadequada em muitos países, diz relator da ONU

Casas à beira da Via Estrutural, no Distrito Federal: saneamento deve chegar aos mais pobres, diz relator da ONU. Foto: Elza Fiúza/ABr

Segundo estudo citado pelo relator das Nações Unidas para água e saneamento, o brasileiro Leo Heller, nos últimos 15 anos houve ao menos 180 casos de reestatização do fornecimento de água e esgoto em 35 países, em cidades como Paris (França), Berlim (Alemanha), Buenos Aires (Argentina), Budapeste (Hungria), La Paz (Bolívia) e Maputo (Moçambique).

As quebras ou não renovações dos contratos ocorreram por falhas das empresas em atingir metas de universalização, além de problemas com transparência e dificuldade de monitoramento do serviço pelo setor público.

Sobre admin

Você pode Gostar de:

Nota técnica do Dieese sobre a privatização das águas: um raio-X da ameaça!

*Publicado originalmente no site Outras Palavras O governo federal está empreendendo um amplo programa de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *